“As cidades inteligentes preocupam-se também com a cultura e a educação, a par de uma liderança consistente, inovação e novas formas de financiamento. O ambiente é a principal preocupação na governação das cidades, sendo esta a área onde se julgam necessárias mais transformações”